Índice do Fórum BioNascimento BioNascimento
Fórum do Portal BioNascimento
 
 FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistarRegistar 
 PerfilPerfil   Ligar e ver Mensagens PrivadasLigar e ver Mensagens Privadas   EntrarEntrar 

Parto natural no hospital é possível

 
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum BioNascimento -> Dúvidas, desabafos, partilhas, etc
Ver mensagem anterior :: Ver mensagem seguinte  
Autor Mensagem
Elisa Santos



Registo: 28 Ago 2007
Mensagens: 48
Local/Origem: Porto

MensagemColocada: Qua Nov 14, 2007 10:01 pm    Assunto: Parto natural no hospital é possível Responder com Citação

olá a todos.
Estou aqui a pedido da Sandra que me desafiou a vir aqui e deixar o meu testemunho na 1ª pessoa mas não sei como começar...è mais fáçil falar do que escrever... Sou parteira há mais de uma década e desde que fiz a especialidade de saúde materna que trabalho num hospital escola. Muita coisa tem mudado na área de obstetrícia... Se há uns anos atrás a analgesia epidural era quase que a pedido e nem todas as mulheres tinham acesso, actualmente ela é ofereçida antes mesmo da mulher manifestar o seu desejo... Já referi que trabalho num hospital escola que tem diversos recursos tecnológicos e invasivos...Os hospitais são instituições que estão organizadas para o tratamento de enfermidades e emergências médicas. A classe médica acredita que qualquer parto oferece sempre uma margem de risco, o nascimento não teve como escapar a essa nova tendência que é a hospitalização. As instituições hospitalares têm as suas rotinas amplamente difundidas. A sala de partos não é excepção...Felizmente, que na instituição onde trabalho, os protocolos de actuação têm vindo a ser alterados deixando à mulher/casal a possibilidade de escolha como quer ter o seu parto e contemplando a possibilidade (se a mulher manifestar desejo) de um parto natural...
Claro que esta escolha implica que a mulher e /ou casal esteja bem ciente do porquê da sua escolha.... Fui "desafiada" para falar da minha experiência com o parto natural....Sim, isso mesmo, leram bem, parto natural num hospital escola!
Esta semana assisti e acompanhei um trabalho de parto natural a pedido do casal... Entraram às 15h do dia 11 e deram à luz uma linda menina pelas 8:14h da manhã do dia 12. Tanto o casal como eu estávamos "arrasados" mas correu tudo bem. Não houve soros, nem CtG contínuo , nem oxitocina...mas houve música, bola, massagem com óleo, banho de chuveiro, chá de canela, gritos e privacidade. O cordão umbilical, cortado após deixar de pulsar, contacto pele com pele sem episiotomia com uma ligeira laceração vaginal nos grandes lábios à direita corrigida com 2 pontos. Acho que a mãe ficou contente apesar de ter havido momentos de desespero.. A mãe chegou aos 7 cm pelas 23:30h e só às 6,00 é que ficou com a dilatação completa mas a Lia nasceu às 8:14h....Foram horas muito longas....A mãe da Lia chegou a perder o controlo, claro, e eu ainda lhe ofereçi a alternativa da epidural mas ela foi muito corajosa e convicta
(eram cerca das 5h da manhã) e voltou a deambular até ao chuveiro onde fikou a receber água quente no corpo numa tentativa de alívio da dor... à 6 h voltei a examinar a mãe e...finalmente...tinha a dilatação completa....Agora era só fazer força para a Lia nascer... Confesso que às 7h eu mesma estava a entrar em desespero...A mãe da Lia fazia força...mas a força estava mal direccionada e ela ia ficando cada vez mais exausta... e eu ...pensei que fosse terminar em ventosa... Felizmente que todos (a mãe e o pai da Lia e eu) aguentamos mais uma hora e a Luna lá chegou impregnada de vernix e a chorar a plenos pulmões. E foi lindo ver os rostos dos pais.... Todas aquelas horas de cansaço e as vezes de desespero e incerteza desapareçeram com a emoção do momento... As lágrimas de alegria que corriam nos rostos daquele casal foram gratificantes ... Foi um momento...mágico!
Para mim foi muito exaustivo (porque quando a mãe de Lia chegou...eu estava de serviço desde as 8h da manhã...), houve momentos em que tomei as decisões sozinha, em que ponderei seriamente o risco do meu envolvimento em defender algo em que acredito apesar dos protocolos existentes....Deve ter sido por isso que passei a tarde emocionalmente arrasada apesar de o desfecho ter sido muito bom. Mas acho que consegui provar que a mulher, se o desejar, pode ter um parto natural mesmo quando as condições são adversas.
A bola foi muito útil e o chuveiro também e acredito que o "parto é coisa de mulheres". Também acredito (contrariamente à opinião de uma grande maioria de colegas) que se eu tivesse ali uma doula da minha confiança seria "ouro sobre azul", teria poupado parte do desgaste emocional do casal e também o meu.
Voltar acima
Ver o perfil de utilizadores Enviar Mensagem Privada Enviar email MSN Messenger
S. Oliveira-BioNascimento
Site Admin


Registo: 25 Mai 2005
Mensagens: 477

MensagemColocada: Qui Nov 15, 2007 1:39 am    Assunto: Re: Parto natural no hospital é possível Responder com Citação

Que bom Elisa!! Escrever é sempre mais fácil quando está ainda tudo muito fresco.

Imagino o "peso" que carregou durante estas horas...como lhe disse hoje ao telefone, o dificil não é ultrapassar as dificuldades a nível de condições de infraestruturas, díficil mesmo é ultrapassar a resistência á mudança. Mas a Elisa conseguiu, e ficará para sempre no coração deste casal, que queria um parto natural, e você apoio-os a isso, e acima de tudo a Lia teve um nascer bem saudável, e isso é realmente muito importante. Acredito que com este parto pelo menos duas mulheres "renasceram".

Quanto ao que disse da Doula, percebo-a perfeitamente, pois nos partos em que estive nunca me senti a mais, pelo contrário...são realmente horas em que a mulher precisa de apoio contínuo, mas que quem a está a apoiar seja com carga emocional, seja com a responsabilidade dos cuidados, naturalmente que precisa de descomprimir, e aí, é realmente muito positivo a figura da Doula, pois acaba por fazer o elo entre todos os intervenientes.

Cada vez mais tenho a certeza que a resistência á figura da Doula por parte dos profissionais de saúde é acima de tudo uma questão de insegurança, e não deixa de ser curioso que a Elisa não partilhe essa resistência...é que a Elisa sabe muito bem o que quer, e tem a coragem de dar pequenos passos, mas que se irão converter em passos de gigante, e isso só uma pessoa segura, mas ao mesmo tempo humilde é que é capaz de o fazer.

Obrigada Elisa! É bom saber que há pessoas como você nos nossos hospitais!

E eu que achava que não havia parteiras em Portugal...enganei-me, pelo menos duas já encontrei!
Voltar acima
Ver o perfil de utilizadores Enviar Mensagem Privada Enviar email Visitar a página na web do utilizador MSN Messenger
sandraG



Registo: 22 Fev 2006
Mensagens: 1

MensagemColocada: Qui Nov 15, 2007 1:15 pm    Assunto: Responder com Citação

[color=blue]Olá a todos

Desculpem estar a meter-me aqui na conversa, mas gostei muito do que li. E realmente eu também pensei que já não havia parteiras em Portugal. Fiquei satisfeita ao ver que um parto natural é possível num hospital publico.
A Sandra, a minha Doula, sabe a minha historia. Tive um parto que terminou em cesariana, por a minha filha estar pélvica.
Todo o contacto e toda a estadia no hospital foram de tal maneira maus que fiquei com muito medo de tentar uma nova gravidez. Podem achar que sou cobarde mas realmente não quero passar por tudo de novo, não quero mesmo. Até já tinha pensado que caso engravidasse tentar uma VBAC em casa....enfim....
É pena não encontrarmos mais profissionais de saúde assim, com vontade de mudar as coisas, de respeitar as mães como Humanos que são e se for caso disso estarem disponíveis para nos ajudar se algo correr menos bem.

Obrigado

Sandra[/color][color=darkblue][/color]
Voltar acima
Ver o perfil de utilizadores Enviar Mensagem Privada Visitar a página na web do utilizador
Elisa Santos



Registo: 28 Ago 2007
Mensagens: 48
Local/Origem: Porto

MensagemColocada: Qui Nov 15, 2007 2:37 pm    Assunto: Responder com Citação

Obrigado pelas vossas palavras de incentivo. Sabem mesmo bem :D: Não sou só eu que penso assim, tenho algumas colegas que também pensam da mesma maneira, somos poucas mas temos vontade. Mas...também temos horários de trabalho que condicionam.... Eu acompanhei o casal fora das minhas horas de serviço porque me compremeti a fazê-lo e porque defendo que a mulher/casal precisa de se sentir acompanhada o tempo todo, daí a importância da doula... A realidade é que no dia a dia, a parteira que trabalha numa instituição hospitalar não pode ter esta disponibilidade, não é porque não queira mas porque não pode mesmo...em parte por causa do horário que pratica, em parte porque a vida dela não é só o hospital e mesmo no hospital tem mais que uma parturiente à sua responsabilidade... E a Sandra sabe quantas horas eu fiquei sem dormir :wink:, mas....valeu a pena!
Voltar acima
Ver o perfil de utilizadores Enviar Mensagem Privada Enviar email MSN Messenger
Tânia



Registo: 03 Set 2007
Mensagens: 4

MensagemColocada: Seg Nov 19, 2007 1:23 pm    Assunto: Responder com Citação

Olá Elisa,

Queria só dizer que gostei muito de ler o seu relato, é bom saber q existem pessoas assim. Obrigada ;))

Tânia
Voltar acima
Ver o perfil de utilizadores Enviar Mensagem Privada
S. Oliveira-BioNascimento
Site Admin


Registo: 25 Mai 2005
Mensagens: 477

MensagemColocada: Seg Nov 19, 2007 9:07 pm    Assunto: Responder com Citação

Sei sim Elisa, e dou bem valor ao seu esforço! Pois eu quando estou assim tantas horas num parto, sinto que preciso no mínimo de um dia para recuperar, não só fisicamente como também as emoções...somos mulheres, e ver parir, apoiar a dar á luz mexe muito com a nossa essência feminina...já cheguei a estar dias sem pensar noutra coisa, e sem cabeça para fazer nada...um pouco como uma mãe fica a seguir a um parto natural...ficamos nas nuvens...

Mas pegando na situação da Elisa, o parto natural, e o apoio ao parto, na minha opinião tem que ser bem revisto no que respeita a turnos e cargas horárias nas estruturas hospitalares...acho que deveria de haver pessoas nas equipas, rotativamente alocadas a estas mulheres que surgissem, mas não com horários definidos, e sim com flexibilidade.

Definitivamente o tempo/ relógio pode ser um grande inimigo do parto...

Havemos de lá chegar, importante é existirem as pessoas, e isso, por muito poucas que sejam, importante é que sejam das boas!

Beijos e ânimo, muito ânimo!
Voltar acima
Ver o perfil de utilizadores Enviar Mensagem Privada Enviar email Visitar a página na web do utilizador MSN Messenger
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum BioNascimento -> Dúvidas, desabafos, partilhas, etc Todos os tempos são GMT + 1 Hora
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Neste fórum, você Não pode colocar mensagens novas
Não pode responder a mensagens
Não pode editar as suas mensagens
Não pode remover as suas mensagens
Você Não pode votar neste fórum


Powered by phpBB 2.0.21 © 2001, 2002 phpBB Group